Dicas para começar o seu primeiro Sketchbook

Onde você anota suas ideias e inspirações para projetos artísticos e criativos? Profissionais que fazem da imaginação a ferramenta principal para seus trabalhos, podem contar com o sketchbook como aliado na criação de novas ideias e inspirações artísticas.

Mas você sabe o que é um Sketchbook e como começar o seu?

Hoje aqui no blog nós vamos explicar mais sobre esse assunto. Continue acompanhando o artigo para descobrir mais!

O que é um Sketchbook?

Em tradução literal, o termo em inglês Sketchbook significa “caderno de rascunhos”, ou um caderno para sketches (esboços).

Esses cadernos são utilizados principalmente por designers, ilustradores, artistas e arquitetos para esboçar qualquer tipo de coisa, desde desenhos de paisagens e representações urbanas até insights durante uma conversa ou anotações de uma reunião.

Apesar de serem mais populares entre artistas e desenhistas, esses cadernos de rascunhos podem ser utilizados por qualquer pessoa que deseja trabalhar a imaginação e criar registros únicos de seus pensamentos, ideias e perspectivas de mundo.

Os Sketchbooks se caracterizam por não possuírem “regras” para uso, ou seja, as páginas podem ser preenchidas de maneira aleatória, não seguindo nenhuma lógica ou linha de pensamento.

O conteúdo de cada Sketchbook é único e representa a vontade momentânea do seu criador. Contudo, é importante ressaltar que o Sketchbook não é um diário tradicional. Este caderno de rascunhos é um objeto que reúne diversos processos criativos, técnicas de desenho e visões artísticas.

Como escolher seu Sketchbook?

Como comentamos, o Sketchbook é uma ferramenta de expressão criativa, sem regras específicas para uso. Vale utilizar canetas, testar tintas e criar novas cores, treinar traços, utilizar recortes, etc.

Enfim, as possibilidades são muitas. E se você deseja começar o seu primeiro Sketchbook, é importante anotar algumas dicas que separamos para os iniciantes.

Tamanho: o tamanho do Sketchbook pode variar de acordo com a preferência do usuário. Mas quando se trata de praticidade, o ideal são os modelos pequenos (A5 ou menor), chamados de Sketchbooks de bolso. Esses cadernos menores podem ser levados na bolsa ou mochila, facilitando sua utilização em qualquer local.

Capa: além de proteger o caderno, a capa também pode funcionar como apoio para o desenhista. Por isso, antes de escolher o seu Sketchbook, considere a utilização principal do seu caderno de esboços. Se a intenção é levá-lo para diferentes locais, inclusive para espaços abertos como parques e ruas, o ideal é investir em um modelo de capa dura, já que ele oferece apoio para o traço e protege o caderno dentro da bolsa. Mas se o Sketchbook vai ser utilizado em casa ou em outros locais com uma superfície de apoio, um modelo de capa mole é mais em conta e atende bem às necessidades.

Espiral: a espiral de alguns modelos de cadernos pode até parecer útil em um primeiro momento. Porém, o usuário que pretende criar um Sketchbook de paisagens e composições deve evitar as espirais, já que elas “separam” as duas páginas e atrapalham na criação de um único desenho em horizontal.

Papel: o tipo de papel também é fundamental para a escolha do Sketchbook. Folhas de maior gramatura são ideais para a utilização de tintas aquareláveis e acrílicas. Já os papéis mais finos, de menor gramatura, podem funcionar bem para o uso apenas com canetas e lápis.

Materiais: agora que você já escolheu o modelo ideal para começar seu primeiro Sketchbook, é hora de separar os materiais necessários. Para dar asas à criatividade, vale utilizar o mais diversos materiais, como canetas coloridas para escrita e desenho, lápis de colorir, giz de cera, tintas aquarela e acrílicas, adesivos, fitas adesivas estampadas e carimbos. Além de todos esses materiais, você pode preencher seu Sketchbook com composições de recortes de jornais, revistas e fotografias.

Exemplos de Sketchbook

Como você conferiu, os Sketchbooks podem ser utilizados pelos mais diversos profissionais, como artistas, ilustradores, designers e arquitetos, além de estudantes e pessoas que desejam exercitar sua criatividade e guardar ideias e pensamentos para o futuro.

Dessa forma, os Sketchbooks também podem ser utilizados das mais diversas formas, como diários de viagens, moodboards, croquis de moda e de arquitetura, caderno de anotações para jornalistas, dentre diversas outras possibilidades.

O Sketchbook não precisa conter desenhos bonitos e ser bem arrumado, afinal, ele é um esboço e foi feito para ser rabiscado. Por isso, na hora de criar o seu próprio Sketchbook, o que vale é a criatividade!

Se você gostou da ideia e quer começar a exercitar hoje mesmo as suas ideias criativas, acesse o site da Grafitti Artes e adquira todos os materiais necessários para dar início ao seu primeiro Sketchbook.

A Grafitti possui tudo o que você precisa para criar um caderno de esboços do seu jeito! Basta acessar a loja virtual e conferir os modelos de Sketchbooks e as variedades de canetas, tintas, adesivos, fitas e muito mais! 

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *