Os lápis para desenho

Os lápis utilizados para desenhar possuem diferentes graduações, que se destinam basicamente a três finalidades: esboço, preenchimento e acabamento. Assim, temos que os identificados com a letra H (do inglês “hard”, que significa duro) servem para a elaboração inicial do desenho, o chamado esboço, por serem os que produzem traços mais claros, aos quais se sobrepõem as linhas de definição do mesmo, com lápis mais macios, identificados com a letra B (de “blackness”, ou negritude, em português). Essas letras são acompanhadas por números, que indicam a intensidade do grafite; quanto maior o número, mais claro ou mais escuro será o traço produzido pelo lápis. 

lapis_graduado

Tipos de Lápis

Escala do mais rígido para o mais macio:

9H > 8H > 7H > 6H > 5H > 4H > 3H > 2H > H > F > HB > B > 2B > 3B > 4B > 5B > 6B > 7B > 8B > 9B

De forma geral, usa-se os lápis mais duros para esboços, e também para desenhos técnicos, como as plantas de arquitetura. Os lápis mais macios são usados para desenhos mais artísticos, e os intermediários servem até para a escrita (como o 2B, por exemplo).

Nos desenhos artísticos, como os retratos, normalmente utiliza-se lápis H ou HB para os primeiros traços, o 2B para dar definição ao desenho e o 6B para o acabamento.

Para que o resultado final não fique muito “rabiscado”, pode-se utilizar o esfuminho, um rolo de papel em formato de lápis que serve para espalhar o grafite (ideal para representar sombreamento, por exemplo), deixando sua distribuição mais uniforme. O nome esfuminho vem de fumaça, mesmo, pois o aspecto que seu uso gera no papel lembra o da névoa, tamanha é a suavidade que confere ao desenho.

esfuminho

E agora, uma dica para deixar o resultado final ainda mais bonito: depois de preencher as áreas mais escuras com um lápis mais macio (6B a 9B), passe repetidamente, de leve, o lápis HB sobre essas áreas. Isso dará ao desenho ainda mais uniformidade, pois os traços do lápis mais duro sobre o grafite macio unirão a sequência de camadas, funcionado como uma película de acabamento.

Borrachas

Para apagar o grafite disposto no papel, o ideal são as borrachas de látex, do tipo que esfarela quando raspada contra a folha. A desvantagem deste tipo de borracha é que, além de fazer mais sujeira, ela pode arrancar camadas do papel, e isto pode ser percebido nas áreas posteriormente recobertas com grafite. As borrachas plásticas são menos porosas, e marcam menos o papel, mas só devem ser usadas sobre traços de lápis mais duros (os da linha H), pois podem arrastar o grafite dos lápis macios (os da linha B), borrando o desenho. Há borrachas que são uma mistura desses dois modelos, e são por isso consideradas as melhores para apagar desenhos.

borracha

As canetas-borracha são também um instrumento interessante; podem ser usadas para apagar linhas ou detalhes muito pequenos nos desenhos técnicos, e também para retirar linhas de grafite do papel, criando o efeito de reflexo sobre áreas escurecidas (como para simular a luminosidade em cabelos escuros, por exemplo).

caneta_borracha

Existe outra ferramenta muito útil para este fim, o limpa-tipos. Originalmente usado para apagar caracteres criados pelas máquinas de escrever (os “tipos”), esta borracha parece uma massinha de modelar, e servem para retirar o excesso de grafite depositado no papel, facilitando o posterior uso da borracha, ou mesmo para suavizar áreas onde se colocou muito grafite, para tornar o desenho mais uniforme.

limpa_tipos

O papel ideal

E, já que estamos falando sobre desenho, não poderíamos deixar de tratar dos papéis! Como vimos antes, existem desenhos mais técnicos e mais artísticos, e cada um requer uma superfície apropriada.

Os desenhos artísticos podem ser feitos em papéis lisos, como o Opaline (que é mais liso que o sulfite, e vai muito bem com marcadores e canetinha hidrocor, por exemplo), ou em papéis com textura, que além de ser um fator a mais de acabamento do desenho, serve para fixar melhor as camadas de grafite no papel.

Já os desenhos técnicos não precisam de textura, pois são feitos na maioria das vazes com lápis mais duros, que não liberam muito grafite no papel, e, por isso, não requerem maior fixação.

papel_canson_90g

Vernizes de acabamento

Por falar em fixação, você sabe como fazer para proteger seus desenhos da sujeira e até da umidade? Basta usar Verniz Spray, que pode ter acabamento fosco, brilhante ou semi-brilhante. O primeiro, como o nome já diz, torna o desenho menos brilhante, ou seja, impede que a luz cause reflexo sobre o grafite. O segundo intensifica o brilho natural das camadas de grafite, e o terceiro confere brilho moderado, sem causar reflexo.

verniz_spray_fixador_desenho

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *