3 dicas para quem sempre quis praticar pintura em tela, mas nunca tentou

Uma das artes visuais mais antigas, pintar é uma forma de expressar a visão do artista sobre o mundo. Por meio de pincéis, tintas e telas você poderá criar uma imagem única sobre como enxerga a realidade a sua volta, ou sobre as suas mais profundas fantasias.

Muitos de nós, após admirar algumas obras, já tivemos vontade de pintar. No entanto alguns só tiveram contato com as tintas guaches durante a infância, e nunca mais voltaram a tocar em um pincel depois disso.

Este artigo foi criado para estimular os pintores iniciantes, todos aqueles que sempre quiseram entrar no mundo da pintura, e até mesmo os entusiastas, a voltarem a pegar os seus pincéis e arriscarem os primeiros traços em uma tela.

Cores básicas e tipos de pigmentação para começar

Ao contrário do que muitos pensam, não é preciso investir muito para começar a pintar. Muitos alunos compram maletas cheias de cores, mas depois encontram dificuldade em misturá-las novamente e obter o mesmo tom.

Por isso, para novatos, apenas três tubos de tintas bastam. Você vai precisar de tinta amarela, azul e magenta. Com essas cores você poderá alcançar todos os tons. Além de economizar, elas facilitam o processo de repetir uma tonalidade. Veja exemplos de como misturá-las abaixo:

cores básicas

 

Além das cores, os tipos de tintura também alteram o resultado final. Os pigmentos a óleo, por exemplo, são mais espessos, produzindo cores mais fortes com uma textura um pouco mais complicada de aplicar. Enquanto os pigmentos aquarelados oferecem texturas mais transparentes, pois só formam a cor depois que água evapora e o pigmento sedimenta.

Para reduzir a espessura do pigmento a óleo, muitos artistas ao longo da história recorreram a terebentina. Algumas pessoas reclamam desse produto, pois possui um cheiro forte. Você também pode optar por soluções solventes mais baratas e menos tóxicas, como por exemplo o óleo de linhaça.

Tamanhos de tela

Outros cuidados como a escolha do tecido, também fazem toda a diferença no resultado final do quadro. Escolha sempre um tecido natural de peso médio, como algodão cru que oferece uma ótima durabilidade.

Para dar firmeza às telas você também pode utilizar cabos de madeira preparados em forno seco ou superfícies revestidas com acrílico, os quais asseguram a estabilidade do bastidor. Certifique-se de garantir que o tecido irá cobrir todas as laterais do bastidor, tomando todo o cuidado para não amassar.

De acordo com a artista plástica Magaly Gouveia: “Existe uma grande diversidade de tamanhos de telas. Estes tamanhos são considerados como medidas a nível internacional e são tomados em consideração por galerias, fabricantes e atelier no mundo inteiro.” Confira abaixo a tabela criada pela pintora:

medidas internacionais

Escolhendo a tela ideal

Há duas maneiras de obter a tela ideal para sua obra, uma delas é comprando um dos modelos padrão, acima citados, mas se você não encontrar nenhuma do tamanho que quer, pode optar por mandar fabricar nas dimensões desejadas.

Além disso, se você quiser pintar ao ar livre recomendamos o uso de cavaletes como material de apoio para a sua tela. Lembre-se: caso opte por criar um tamanho especial de tela, provavelmente também terá que criar um cavalete especial para suportá-la.

Se você estiver procurando por um local onde possa adquirir telas para começar a pintar, consulte as opções disponíveis na Grafitti Artes. Aqui você pode encontrar  e telas com as dimensões de 20cm x 30cm, 30cm x 40cm e 40cm x 50 cm, além de pincéis e tintas. Para conhecer outros produtos visite nossa loja virtual.

Você pode gostar de...

1 Resposta

  1. Duda disse:

    que blog legal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *