Volta às aulas: 7 materiais que o estudante de arquitetura não pode ficar sem

A volta às aulas está se aproximando, e todo estudante universitário precisa garantir as ferramentas certas para desenvolver as habilidades necessárias para a sua carreira. Assim como um gerente de TI precisa saber sobre softwares e um artista plástico precisa conhecer tintas, um arquiteto deve dominar os principais materiais para o seu curso.

Esses objetos da arquitetura podem ser introduzidos em fases diferentes do curso, dividindo-se entre aqueles que são essenciais tanto para aprimorar a elaboração do desenho técnico quanto à mão livre, além de outros são responsáveis pela concretude desses desenhos.

Quer se preparar para a volta às aulas com tudo que você precisa? Acompanhe este texto e conheça 7 materiais indispensáveis para estudantes de arquitetura durante o período de faculdade!

1. Livros de desenho

Um arquiteto é um grande observador, afinal, é aperfeiçoando seu olhar no espaço que ele consegue criar um belo projeto de uma casa ou edifício, por exemplo. Esse tipo de habilidade vai ao encontro da prática do desenho, a concretude gráfica de um projeto arquitetônico.

Para desenvolver essa capacidade, bons livros podem ser verdadeiros aliados. É o caso do livro Oficina de Desenho. Ele ensina como o aluno de arquitetura deve colocar no papel aquilo que ele vê. Também dá dicas dos materiais a serem usados e as técnicas preciosas de desenho.

Outra dica é o livro Desenho de Perspectiva. Essa obra ensina e mostra a importância da perspectiva como um processo mediante o qual o espaço real fica representado sobre um plano. Reunindo 12 projetos, o livro apresenta o passo a passo das técnicas descritas, recomendando a melhor forma para usar a perspectiva, a luz e o contraste.

2. Canetas

No curso de arquitetura, as canetas têm funções que vão além de simplesmente anotar as matérias ensinadas: elas são responsáveis pelo traçado do desenho técnico, disciplina bastante importante nessa carreira. Algumas das canetas essenciais para o estudante são as hidrográficas e nanquim, que podem ser adquiridas em várias espessuras, dependendo do tipo de desenho. As mais comuns são as 0.1, 0.3, 0.5 e 0.8 mm.

3. Esquadros

Mesmo tendo um pulso firme, o aluno de arquitetura vai precisar dos esquadros para traçar retas e planos, e um bom par de esquadros é fundamental para realizar essa tarefa. Quando estrategicamente posicionados sobre o desenho, eles permitem uma construção gráfica do desenho técnico livre de erros. É essencial ter também um esquadro de 30º/60º/90º e outro de 45º/45º/90º.

Há vários modelos de esquadros, desde os ajustáveis — que garantem aberturas maiores para os traços do desenho — até aqueles com borda chanfrada — ideais para não deixar o desenho borrado após o uso da caneta nanquim.

4. Lápis aquarela

Em um primeiro olhar, o lápis aquarela pode até parecer com o lápis de cor comum. No entanto, ele possui um pigmento especial que, em contato com a água, faz com que o desenho vire uma bela aquarela. O efeito é bem diferente do lápis de cor normal, que foi pensado para o uso seco.

É possível usar o lápis aquarela de duas formas: fazendo o desenho com o lápis e depois passando um pincel umedecido por cima do papel ou molhando a própria ponta do lápis. Neste último caso, procure não mergulhar o lápis na água para não mofar a madeira; o mais indicado é usar um pincel molhado direto na ponta do lápis.

5. Giz pastel seco e oleoso

O giz pastel seco é um material bem antigo. Só para se ter uma ideia, dizem que até Leonardo Da Vinci fazia uso dele! Esse tipo de giz tem a vantagem de poder ser usado em qualquer qualidade de papel. No entanto, você vai ter dificuldade para apagá-lo, já que é quase impossível retirar o material do suporte sem deixar algum tipo de rastro. O giz pastel seco é indicado para trabalhos que exigem um aspecto esfumado e nuances mais delicadas e aveludadas.

Já o giz pastel oleoso é um material um pouco mais recente, com origem por volta dos anos de 1960. A diferença entre ele e o seco é o acréscimo de óleo na sua composição, o que facilita sua remoção do suporte. O giz pastel oleoso também é mais opaco e intenso; por isso, é sempre indicado fazer uso de cores mais escuras. Os profissionais costumam optar por essa variedade exatamente pela cor mais vibrante.

6. Marcadores

Os marcadores, ou “markers”, são aquelas canetinhas coloridas de uso profissional e indicadas para as mais diversas formas de ilustrações e desenhos artísticos. Você pode encontrá-las em diferentes cores, tamanhos, marcas e preços.

Uma dica na hora de comprá-las é se atentar ao formato das pontas, que podem ser arredondadas, quadradas, chanfradas ou em pincel. Tudo vai depender do tipo de trabalho que você quer fazer e das suas habilidades, mas o resultado é sempre muito bacana.

7. Pincéis para aquarela

Esse é um mundo vasto! Há vários modelos de pincéis para a aquarela: o redondo, o chato, o língua de gato e muitos, mas muitos outros.

O redondo é utilizado para acabamentos menos angulosos e mais naturais, enquanto o chato é responsável por efeitos marcados e angulosos. Já o língua de gato é bom para fazer listras arredondadas. Você também pode optar por cerdas naturais (geralmente mais caras, mas também com melhor execução) ou sintéticas.

Mas qual é o melhor?

Bom, essa resposta não existe. Tudo vai variar de pessoa para pessoa, e só treinando você conseguirá descobrir qual mais se encaixa ao seu estilo de trabalho. Porém, uma coisa é certa: para aquarela, os mais indicados são os pincéis macios, que soltam menos cerdas e absorvem mais água.

Esses foram apenas alguns dos materiais indispensáveis para os estudantes de arquitetura nessa volta às aulas. Com esses itens, você poderá iniciar seus desenhos à mão livre, desenvolver croquis de edifícios, criar desenhos de paisagens e esboçar projetos, sempre deixando a sua marca autoral — algo fundamental na área atualmente.

Gostou das nossas dicas e quer saber mais sobre esses e outros materiais úteis para estudar arquitetura? Então entre em contato conosco e aproveite para conhecer nossos produtos!

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *