Como fazer pintura em tecido?

Popular, a pintura em tecido é uma das formas mais aplicadas em artesanatos no Brasil. Se você admira esse trabalho, mas pensa que é muito difícil praticá-lo, temos uma boa notícia: Com o auxílio da internet já é possível aprender pintura em tecido sem sair de casa. 

O que é pintura em tecido?

Trata-se de uma modalidade de artesanato praticada em tecidos, que se tornam verdadeiras telas para dar vida às mais diversas formas. Criada a partir da cultura do imaginário brasileiro, os desenhos encontrados nesses tecidos exibem animais, frutas, flores e, em modelos mais clássicos é comum encontrar também trechos bíblicos, ditados populares, saudações matinais, mensagens positivas e piadas. 

Quais são as vantagens de aprender a pintar tecido?

O artesanato é uma forma simples de incluir pequenas doses de cultura e arte em nosso cotidiano. Quem decide praticar essa técnica poderá se surpreender com quão terapêutico e relaxante pode ser.

Além de uma atividade ocupacional, a pintura em tecido pode ser uma ótima forma alternativa de ganhos, pois exige pouco investimento inicial e gera bons lucros. E mais: você pode escolher entre divulgá-las e vendê-las online, em grupos de artesãos da sua cidade ou pessoalmente, aproveitando o tempo para revisitar amigos e conhecidos.

Onde posso a aprender a pintar?

Há dois caminhos para quem quer aprender passo-a-passo como pintar em tecidos. O primeiro deles é ser autodidata. Graças ao acesso a internet você pode ter a liberdade de escolher o conteúdo online que mais lhe interessar, e aprender onde e quando desejar.

O segundo é o tradicional: investindo em cursos presenciais. Essa modalidade oferece prós e contras. Como prós você pode escolher o local onde vai praticar, verificar se os materiais para treinamento estão inclusos e aproveitar a oportunidade para fazer novas amizades. Como contras, você estará preso a um horário e deverá seguir a metodologia do professor, perdendo um pouco da liberdade que o conhecimento autodidata pode lhe propiciar.

Independente de como você decidir aprender a técnica, os resultados do seu aprendizado poderão ser usados tanto em casa, quanto para vendas. Há muitas maneiras para praticar a pintura em tecido, atualmente os artesãos têm recorrido a três modalidades principais:

Pintura com carimbo

Nível de dificuldade: fácil.

Nessa modalidade você só precisará aplicar a cor da tinta desejada no carimbo, depois basta empregar uma força moderada contra o tecido para fixar o desenho. Essa técnica pode ser praticada em oficinas culturais, por todos desde crianças até os idosos.

Pintura com stencil

Nível de dificuldade: mediana.

Além da tinta, esse modo exige o uso de stencil ou “riscos” impressos e carbono. Parece simples, pois “basta preencher a parte interna do molde com tinta”. Contudo, é preciso ter cautela na hora de posicionar o molde para que não fique torto. 

Dica: Você pode adquirir diversos modelos de stencil em nossa loja virtual!

Pintura à mão livre

Nível de dificuldade: avançada.

Indicada para quem já possui experiência no desenho, pois exige a criação de esboços antes de começar a pintar. Pode gerar frustração nos iniciantes, pois para obter resultados bonitos requer o aprendizado de técnicas de desenho, as quais serão usadas para traçar esboços antes de pintar diretamente no tecido.

03 dicas essenciais para iniciantes em pintura em tecidos

Primeira: escolha o tecido certo

Para escolher o tecido é preciso ter em mente o quanto o pano em questão consegue absorver a tinta. Por isso é comum ver esse tipo de estampa em panos de prato, toalhas de banheiro e forros de cozinha de algodão.

Os tecidos lisos confeccionados em 100% em algodão são os mais recomendados para pintura. As mesclas de algodão e fibra sintética também podem ser utilizadas, mas perdem quando comparados a duração e brilho oferecidas pelas versões confeccionadas 100% algodão.

Já os tecidos completamente sintéticos devem ser evitados, pois não absorvem bem o pigmento. Os tecidos rugosos não são uma boa escolha, porque dificultam as pinceladas.

Segunda: Limpe o tecido para receber o pigmento

Basta comprar um pano branco e começar a pintar, certo? Errado. Antes de pintar é preciso deixar o material liso e limpo. O ideal é lavá-lo com sabão neutro ou vinagre, nada de aplicar alvejantes, ou outros produtos abrasivos que alterem a estrutura do tecido, pois eles podem prejudicar o seu resultado final. Deixe secar na sombra, por fim antes de começar a pintar passe-o suavemente com um ferro.

Terceira: Crie a base certa para desenhar

Para algumas cores fixarem melhor, antes de pintar é preciso fazer uma base no pano, que funciona como a base de esmaltes. Separamos um dos tutoriais criados pela profª de Artes Simone Moraes, que dá dicas exclusivas para quem quer aprender o passo-a-passo sobre como criar fundos para pintura em tecidos e esfumar as cores.

Lista de materiais básicos para pintura em tecidos

  • Peças de tecido: Preferencialmente limpas e lisas;
  • Prancheta em MDF: Utilizada para apoiar o tecido;
  • Lápis B6: Para transferir os desenhos do carbono para o tecido;
  • Fita crepe ou Cola permanente: Indicadas para preparação de suportes para fixação do tecido que será pintado. Também podem ser utilizadas para fixar os Stencils sobre as superfícies que serão pintadas;
  • Pincéis: Utilizados para pintar e contornar. Confira o nosso guia para saber quais são os pincéis mais indicados para cada traço;
  • Bandeja: Ideal para armazenar os pincéis quando estão sendo utilizados e para a lavagem correta após o uso;
  • Tintas vermelha, verde e azul para tecido: Usadas para dar cor aos artesanatos, com apenas três cores é possível mesclá-las e obter todas as demais;
  • Diluente: Para manter o brilho e reduzir a consistência das tintas sem afiná-las demasiadamente, como acontece quando se utiliza somente solventes;
  • Aguarrás: Para realizar a limpeza em bandejas e pincéis sujos de tinta.

Com apenas esses materiais já é possível começar. Se você sentir que precisa de mais conforto ao pintar, poderá adquirir também um pincel tanque, com um formato especial que permite carregar grande quantidade de tinta, ideal para traçar linhas finas ou desenhar com tinta diluída.

Além disso, é possível comprar também uma paleta de pintura, trata-se de estrutura para dispor as tintas que é resistente a solvente artísticos, se tornando assim mais duradouras do que outros objetos improvisados para essa mesma função. Se preferir, separe também um pano ou apenas para a limpeza dos pincéis.

Viu como é simples? As primeiras pinturas costumam ser mais demoradas e os borrões também podem acontecer, mas não se preocupe! Com o tempo você pega o jeito e aprende a usar a dose certa de tinta para evitá-los. Conheça também outras técnicas de pinturas, que podem servir de inspiração para as suas criações.

Você pode gostar de...

1 Resposta

  1. Não sabia que era possível a pintura em tecidos. Vou avisar a minha mãe que é fã desse tipo de arte. Muito obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *