Aprenda a criar efeitos de luz e sombra para as suas ilustrações

Luz e sombra são alguns dos elementos cruciais para diferenciar obras amadoras daquelas com um aspecto profissional. Com elas é possível definir e caracterizar o volume dos objetos, criando assim desenhos artísticos.

Se você ainda não sabe como fazer isso confira as dicas que preparamos para te ensinar passo-a-passo sobre como aplicar sombras, que podem transformar simples linhas em um desenho tridimensional.

Produzindo volume

Quando criamos contornos em um desenho, definimos apenas as bordas visíveis no entanto, para se ter uma noção melhor de luz e escuridão é preciso trabalhar também com o volume, que é utilizado para diferenciar um objeto do espaço no qual ele está inserido.

Quando se quer obter essa diferenciação se faz necessário valorizar a intensidade das sombras. Ou seja, quanto mais luz você trabalhar incidindo sobre o desenho, maior será o volume do objeto em questão.

A técnica geralmente é utilizada em desenhos realistas, e pode ser apreciada nos posts sobre Will Barcellos, Caravaggio e Renoir. O Barroco foi movimento artístico que teve como característica marcante o uso de sombras. Por exemplo, as pinturas barrocas, originadas de desenhos tonais, apresentam uma técnica conhecida como chiaroscuro.

A pintora Magaly Gouveia, criadora do blog Amo Pintar adverte: “misturar esses dois tipos de desenhos pode ser confuso”, por isso recomenda que você aprenda uma técnica de cada vez.

luz-e-sombra-para-produzir-volume

Fonte: https://www.amopintar.com/luz-e-sombra/

Como adicionar luz e sombra aos desenhos

Quando se ilumina qualquer massa é possível notar dois tipos de sombras:

  • a) próprias: originadas do objeto nele mesmo, como quando percebemos uma sombra dos braços nos pés;
  • b) projetadas: produzidas nas superfícies nas quais a massa está apoiada.

Logo, para dar profundidade ao objeto é preciso utilizar a) + b) com as quais pode-se criar a noção de tridimensionalidade.

Fonte: https://www.amopintar.com/luz-e-sombra/

Enriqueça seus desenhos com reflexos

Além das sombras a) e b) você pode criar reflexos, que simulam o efeito produzido pela luz, os quais também podem ser projetados em objetos próximos. Exemplo: quando um rosto é refletido no vidro de uma janela.

Sombras parciais

Entre a sombra, a luz e os reflexos a uma zona de transição que Magaly classifica como “meia sombra”, a pintora pontua que a dimensão dessa meia sombra pode variar conforme a intensidade da luz.

“No desenho abaixo é mais fácil distinguir todos estes tipos de luz e sombra produzidos por um objeto quando é submetido a incidência da luz. No entanto os efeitos são mais visíveis em superfícies curvas.” – acrescenta Magaly.

Fonte: https://www.amopintar.com/luz-e-sombra/

Confira a diferença entre um desenho com sombras

Fonte: https://www.amopintar.com/luz-e-sombra/

A Figura A-1 ilustra dois objetos com a mesma forma, tamanho e proporção, contudo, como você pode observar, ao adicionar sombras é possível transformar um círculo em uma esfera. Ou seja, utilizar traços e cores para dar profundidade, reflexo e volume possibilita a transformação de um círculo bidimensional em um objeto tridimensional. 

Lembramos que essa é apenas uma das possibilidades do uso de luz e sombra, há outras mais interessantes que você pode praticar em casa. 

Pratique os efeitos de luz e sombra!

Tomando a Figura A como base, tente transformar um círculo em esfera. Ou ainda um retângulo em uma elipse. Separamos alguns tutoriais para que você aprenda a criar efeitos de luz e sombra para as suas ilustrações:

Se você gostou do post não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais para ajudar mais pessoas a aprenderem a utilizar essa técnica.

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *