Scrapbooking: o que é isso?

Imagine reunir suas melhores memórias de uma forma criativa e personalizada. Com o scrapbooking, isso é possível. Essa é a arte de fazer um scrapbook, ou seja, o ato de montar um álbum de memórias, utilizando ferramentas artísticas e trabalhando com as lembranças.

A palavra scrapbook vêm do inglês scrap, que significa recortes, e book, que é traduzido como livro ou álbum. Sendo assim, de uma maneira simplista, é um álbum de recortes. Mas aqueles que o fazem sabem que essa arte é muito mais do que um simples recortar e colar.

Definição de scrapbooking

Se você procurar pelo significado do termo scrapbook, encontrará a seguinte explicação: é um livro de páginas em branco onde, livremente, podem ser inseridos recortes de imagens, fotos, textos e outros itens relacionados a momentos importantes que se queira recordar no futuro.

Isso significa, basicamente, que é um álbum de memórias confeccionado de forma artesanal. Sua organização é feita por meio de colagens e outras técnicas manuais.

Mas ele é apenas a ponta do iceberg. A partir da montagem de álbuns, artesãos tiveram sua criatividade provocada. Assim, começaram a inventar novas maneiras de utilizar os diversos materiais que fazem parte da técnica do scrapbooking.

Surgiram, então, as páginas decoradas e emolduradas como quadros, caixas de madeira revestidas com papéis estampados e várias “esculturas” feitas com esses papéis, tudo decorado com apliques, adesivos e outros enfeites.

Uma breve história do scrapbooking

Engana-se quem pensa que essa técnica nasceu com a internet. Sua origem é antiga, estima-se que do século XV. A ideia começou na Inglaterra antiga com a compilação de receitas, poemas e cartas, entre outros papéis que as pessoas julgavam importantes.

São considerados os primeiros scrapbooks, de fato, os álbuns montados pelo terceiro presidente dos Estados Unidos, Thomas Jefferson, e pela Rainha Vitória.

Com a fotografia, houve uma revolução nessa técnica. Se antes, os álbuns eram uma junção de recortes de jornal, cartões religiosos e cartas de amor, entre outros elementos aleatórios, eles ganharam uma estrela principal: a foto.

A fotografia é o que justamente separa os scrapbooks antigos dos novos. Aos poucos, essa ideia de eternizar memórias foi evoluindo e caindo, principalmente, no gosto dos norte-americanos, que aperfeiçoaram esse hobby.

O scrapbooking é uma arte que segue evoluindo. Com a internet e os avanços tecnológicos, surgem cada vez mais novas inspirações, ferramentas e possibilidades.

Um hobby para lucrar

Apesar de no começo ser considerado um passatempo, o scrapbooking tornou-se uma grande oportunidade de negócios. Aos poucos, os álbuns diferentes, mais decorados e personalizados, foram substituindo os tradicionais álbuns brancos.

As decorações de festas de aniversário e infantis também ficaram mais originais, temáticas e artesanais, dando origem ao scrap festa.

Atualmente existe uma indústria voltada para o scrapbook, com lojas e canais de comunicação especializados. Qualquer um tem acesso a informações sobre como montá-los, seja para presentear alguém querido, desestressar ou empreender.

O scrapbook é algo versátil. Com criatividade, é possível montar lindas peças gastando pouco e improvisando com materiais que já se tem em casa. É uma questão de conseguir enxergar o potencial de páginas em branco e, assim, juntar de forma harmoniosa fotos, decorações e outros recortes e acessórios.

Artigos e ferramentas para scrapbooking

Entre os artigos mais utilizados por quem pratica essa técnica, estão os papéis, sejam eles decorados, lisos ou estampados.

Quanto às ferramentas, há os furadores, peças parecidas com grampeadores que cortam o papel no formato de desenhos ou criam bordas diferenciadas. Eles têm diversos tamanhos, podendo decorar páginas ou objetos com figuras que propõem um tema ou com pequenos desenhos geométricos que formam bordas.

Com a expansão deste mercado, novas ferramentas foram surgindo, como a dobradeira (peça de plástico com aproximadamente 3 milímetros de altura), que serve para auxiliar na dobradura de papéis, quando o objetivo é fazer uma “lombada”.

A cola é sem acidez, para impedir que o papel e as fotos amarelem com o passar do tempo e a incidência da luz. Já as bases para corte são pranchas feitas de material resistente a lâminas, para serem usadas como suporte no momento de cortar as folhas.

Os cortadores com lâmina circular, como os cortadores de pizza, permitem movimentos curvos. Já as tesouras de precisão, com lâminas mais estreitas e fio que vai até o fim do metal, possibilitam cortar cantos e detalhes.

Há ainda acessórios como canetas, carimbos e fitas decoradas. Tudo pode virar decoração em um scrapbook: um botão perdido, um ingresso de cinema, uma página de uma revista, o glitter que sobrou de outro trabalho ou uma flor seca.

Quando você começa a trabalhar com scrapbooking, seus olhos são treinados a olhar para os objetos do dia a dia sob outra perspectiva.

Mesclado com outras formas de artes

Como o scrapbook depende da sua imaginação e criatividade, é possível utilizar, por exemplo, técnicas de costura e bordado.

A técnica de lettering também é uma aliada na hora de decorar o scrapbook com frases que combinem com o álbum. Quem sabe desenhar pode aproveitar esse dom para criar páginas temáticas que sejam um atrativo aos olhos.

Lembre-se que esse artesanato não se restringe à criação de álbuns. Ele pode ser aplicado em cartões, calendários, marcadores de livros, lembrancinhas de festa, objetos de decoração, caixas de MDF etc.

A internet e o scrapbooking

Grande aliada do scrapbook, a internet é uma fonte de boas referências. Em tutoriais no YouTube ou blogs, você pode aprender diferentes técnicas e encontrar materiais bem mais em conta.

Diferentemente dos scrapbooks da Inglaterra antiga, quem começa neste mundo tem a facilidade de encontrar diversas informações disponíveis. É possível pesquisar os melhores preços e marcas, buscar inspirações e ainda divulgar seu trabalho nas redes sociais.

Além de ter um resultado impecável, o scrapbooking é uma arte terapêutica. É o trabalho de organizar as memórias e fazer arte com decoração.

Enquanto você tem o prazer de fazer arte, também revive as emoções do passado por meio de um pedaço de papel, exercitando, ao mesmo tempo, sua criatividade.

É, enfim, um universo em crescimento. As possibilidades são muitas, tanto para quem quer se divertir quanto para quem procura por uma renda extra.

Se você se interessou pelo scrapbooking e deseja receber outros conteúdos como este em primeiro mão, curta nossa página no facebook!

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *