Limpar pincéis de pintura: como lavar e conservá-los por mais tempo?

Qualquer pessoa que goste de utilizar tinta para customizar peças, ou fazer artesanato em geral, sabe que limpar pincéis de pintura é uma parte fundamental do processo. No entanto, saber como fazer isso da forma correta para conservá-los por mais tempo também é importante.

É sobre esse assunto que falaremos neste post. Você vai aprender sobre a estrutura do pincel, como deixá-lo limpo e quais produtos podem ser utilizados para auxiliar nessa tarefa. Confira:

Estrutura de um pincel e a forma correta de lavá-lo

Você já deve ter reparado que os pincéis possuem 3 partes. São elas:

  • A ponta, que pode ser feita de fios sintéticos, pelos ou cerdas;
  • A virola, que liga a ponta do pincel ao seu cabo;
  • O cabo.

A primeira coisa a saber, após ter o conhecimento dessa estrutura, é que no processo de lavagem jamais devemos molhar ou utilizar produtos de limpeza na parte que liga a virola ao cabo, para evitar danificar o pincel. Tendo isso em mente, veja abaixo um breve passo a passo que pode ser adotado agora mesmo:

Retire o excesso de tinta

Após terminar o seu trabalho de pintura, o primeiro passo a ser dado é retirar o excesso de tinta do pincel. Isso pode ser feito facilmente em um pano ou em um papel absorvente de sua preferência.

Utilize um solvente para retirada de resíduos

Logo após remover o excesso de tinta, é hora de utilizar um solvente específico para a retirada de qualquer resíduo que tenha ficado na ponta e na virola. O ideal, nessa parte do processo, é utilizar bandejas de apoio ou bases específicas para limpeza de pincel, pois esses produtos possuem grelhas e pontas que permitem que o solvente chegue até a virola. Para isso, basta fazer movimento circulares alternados com movimentos de vai e vem até notar que não há mais tinta saindo.

Enxágue o pincel

O próximo passo é enxaguar o pincel, o que deve ser feito com a ponta para baixo. Caso não tenha uma bandeja específica para esse tipo de limpeza, que já possui um compartimento para água limpa, você pode utilizar até mesmo um prato ou outro recipiente, lembrando sempre de nunca deixar a água ultrapassar a virola. Faça os mesmos movimentos citados acima, até se certificar de que não há mais solvente no pincel.

Coloque o pincel para secar

Feito o enxágue, retire o excesso de água delicadamente, com uma toalha ou com os dedos, já aproveitando para modelar a ponta da forma correta. Em seguida, utilize um suporte para que o pincel seque naturalmente na vertical, com a ponta para cima. Caso ele tenha sido utilizado com tinta à base de água, deve secar na mesma posição, porém com a ponta para baixo.

Lembre-se de sempre limpar seus pincéis como nos passos aqui citados, evitando que fiquem com acúmulo de tinta e fiquem impossibilitados de serem usados. Caso já possua um em estado crítico, também é possível recuperá-lo com essas dicas, porém será preciso um pouco mais de paciência.

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *