Como fazer desenhos com pontilhismo?

Você já ouviu falar em pontilhismo? Esta técnica de desenho é bastante popular entre artistas, estudantes de arte e até mesmo tatuadores!

Através do pontilhismo é possível retratar objetos e pessoas, e criar desenhos profissionais com diferentes efeitos, como luz e sombra.

Se você deseja aprender a desenhar com pontilhismo, continue acompanhando o artigo!

Conhecendo o pontilhismo
O pontilhismo surgiu na França, por volta da década de 1880, como reação ao movimento impressionista.

Na época, os pintores George Seurat e Paul Signac foram considerados os principais artistas da modalidade.

As obras com pontilhismo eram compostas por pontos de cores primárias, que a distância formavam imagens com cores secundárias.

Como o próprio nome já sugere, o pontilhismo, ou dotwork, nada mais é do que uma técnica de desenho que faz uso de vários pontinhos — ou manchas — feitos muito próximos uns dos outros com o objetivo de formar diferentes imagens.

Através do desenho dos pontos o artista é capaz de definir aspectos do trabalho, como sombras, luz e profundidade.

Feitos em preto e branco ou coloridos, os desenhos com pontilhismo formam as imagens através do efeito visual criado pela proximidade dos pontos. Assim, quando observado a uma certa distância os pontos do desenho “desaparecem”, compondo a imagem.

Basicamente, o pontilhismo cria um efeito ótico, aproveitando a forma como o cérebro trabalha para formar as imagens.

Para entender melhor como a técnica funciona, basta comparar o pontilhismo com as telas de televisão e computador.

Nestes dispositivos, as imagens são formadas a partir da junção de pequenos pixels, ou pontos de imagem.



A criação de trabalhos com pontilhismo exige o conhecimento de conceitos básicos de desenho, além de uma certa dose de perfeccionismo e muita paciência. Já que neste tipo de trabalho, a pressa se torna a maior inimiga do artista.

Como desenhar com pontilhismo?
Agora que você já sabe o que é pontilhismo e como a técnica funciona, que tal conferir algumas dicas para tornar os seus trabalhos com pontilhismo ainda mais profissionais e criativos?

Confira:

 

  • Ferramentas básicas
    Antes de começar a praticar os desenhos com pontilhismo é preciso contar com as ferramentas básicas para esse tipo de trabalho.

    Para isso, será necessário um lápis ou lapiseira, borracha, régua (em alguns casos) e papel liso, de preferência com gramatura 180g/m².

  • Luz e sombra
    A luz e a sombra são efeitos bastante importantes nos desenhos artísticos, pois deixam o trabalho mais realista e profissional, transmitindo sensações de volume e profundidade.

    Através do pontilhismo é possível criar efeitos de luz e sombra nos mais diferentes trabalhos artísticos.

    Para os iniciantes, a dica é começar a treinar em desenhos de formas geométricas, como cubos, triângulos, cilindros, etc, para conhecer as dimensões e desenvolver a perspectiva.

    O primeiro passo é desenhar a forma geométrica na folha e contornar com uma caneta ou marcador.

    Em seguida, basta fazer pontinhos uniformes onde deseja criar a sombra. As áreas iluminadas pela luz deverão receber menos pontos. Já o local mais longe da luz deverá ficar mais escuro, recebendo mais pontos.

  • Uso do boleador
    Se o trabalho com pontilhismo for realizado com tinta, a dica é utilizar um boleador. Esta ferramenta possui pontas arredondadas que permitem a criação de pontinhos simétricos e de mesmo tamanho.

    O boleador é uma ferramenta específica para trabalhos como o pontilhismo. No entanto, existem diversas outras formas de fazer pontinhos com tinta.

    Na falta de um boleador, vale utilizar alfinete com bolinha, grampo para papel, cabo de pincel e ponta de palito para fazer pontos de diferentes tamanhos.

 

Principais obras de pontilhismo
Como já mencionamos, os artistas George Seurat e Paul Signac foram os principais nomes na arte do pontilhismo. Por isso, as maiores obras que representam esta técnica levam o nome destes dois pintores.

Conheça um pouco sobre os trabalhos de Seurat e Signac:

 

  • Entrada do Porto de Marselha
    O quadro “Entrada do Porto de Marselha”, do francês Paul Signac, foi pintado em 1911 e apresenta a técnica do pontilhismo. Além desta obra, destaca-se também o quadro “A Ponte de Asnieres”, de 1888.

 


                                                                                                                                                                                                                         Fonte: Pinterest

 

  • Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte
    A obra “Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte”, do pintor francês George Seurat, foi pintada em 1884 e é um dos trabalhos de pontilhismo mais conhecidos do mundo. 


    Fonte: Pinterest

 

Desenho com pontilhismo: os materiais ideais
Para criar os melhores trabalhos artísticos com pontilhismo é necessário contar com os materiais adequados.

A Grafitti Artes oferece diversas opções de ferramentas para trabalhos com desenho, pintura ou artesanato.

Na loja da Grafitti, você encontra diferentes tipos de papéis, lápis e lapiseiras, canetas, boleadores, borrachas e muitos outros materiais para auxiliar no processo criativo e facilitar o trabalho.

Confira nossas indicações:

 

 

Quer conhecer toda a variedade de produtos da Grafitti Artes?

Acesse nossa loja virtual e encontre os materiais ideais para os seus trabalhos com pontilhismo.

Você pode gostar de...