Aprenda agora como usar papel rendado para fazer convites!

Provavelmente, você já esbarrou neste material em uma grande papelaria ou em um evento. Talvez, tenha até o achado bonito, mas por não saber muito bem como usar, acabou o deixando na prateleira. Estamos falando do papel rendado, ideal para quem gosta de um toque de sofisticação sem perder a originalidade.

Perfeito para compor convites, como iremos te ensinar, esse material é bem fácil para trabalhar e, por esse motivo, é bem versátil, sendo ideal para quem quer fazer o próprio convite em casa, pedir para uma amiga cheia de dons artísticos ou até mesmo encomendar em uma gráfica. Continue a leitura e saiba mais!

Encontrando o seu papel rendado

A maioria desses papéis segue um padrão de furos e texturas, imitando uma toalha, porém, tendo a praticidade e o custo/benefício como pontos positivos. Você irá encontrá-los em diferentes tamanhos e formatos, como retangular, redondo ou de coração.

É preciso definir antes a maneira como você quer usar o papel rendado. Para fazer um envelope? Embrulhá-lo com a ajuda de uma fita? Apenas um detalhe? E se você já tem o design do convite, é importante pensar na harmonia desses elementos. Será que um papel mais simples somente com texturas na borda combinaria melhor do que um todo trabalhado? É melhor um branco ou colorido?

Com todas essas informações em mente, fica bem fácil escolher o melhor e, depois, não correr o risco de errar. É legal ter um protótipo do seu convite em mãos para comparar visualmente os dois materiais.

Colocando a mão na massa: aprenda a usar o papel rendado em convites

Vamos te ensinar agora como usar o papel rendado de quatro maneiras diferentes. Todas bem simples, te exigindo basicamente apenas o convite, o papel rendado, cola quente, fitas da sua preferência, paciência e carinho.

A primeira ideia é criar um envelope aberto. Para isso, você precisará de um papel rendado que, ao posicionar o seu convite no centro com as duas partes superiores quase juntas, você conseguirá dobrá-lo igualmente nas laterais e ainda sobrará espaço na parte inferior para dobrá-lo para cima sem cobrir todo o convite.

Dobrando primeiro a parte debaixo, depois as laterais, você terá algo parecido como um envelope. Para firmá-lo, basta enrolar uma fita de cetim, colando as suas pontas e usando um laço bem bonito para cobrir essa emenda. A pessoa, ao receber seu convite, irá puxá-lo dessa caminha de papel rendado.

A segunda ideia é parecida, mas o que muda é que o papel rendado deve ser, em altura, do mesmo tamanho que o seu convite. Você só precisará dobrar as laterais, cobrindo o convite parcialmente. E, então, usar uma fita do material que preferir para firmá-lo. Talvez seja preciso colar a fita com cola quente para o papel não ficar bambeando e saindo da posição.

Outra forma é usar um papel rendado pequeno. Essa é para quem quer algo bem simples. Você pode passar em volta do convite uma fita grossa de cetim ou de linho que combine com o design e para tampar a emenda use um papel rendado menor. Por cima desse papel, você ainda pode colocar uma flor, detalhes do tema ou escrever algo.

Por fim, se você vai usar um envelope mesmo, o papel rendado poderá ajudá-lo a dar um toque a mais. Dobre um pequeno na parte de cima ou nas laterais. Ou por que não escrever o nome dos convidados nesse papel?

Viu só? É muito simples usar o papel rendado para deixar qualquer convite ainda mais especial. O que achou? Conhece outras formas de usá-lo em convites ou pretende colocar as ideias em prática? Compartilhe sua opinião nos comentários! E conheça nossa página no Facebook!

Você pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *