Será que cola? Veja o tipo de cola ideal para sua arte!

Quando você tem de montar uma maquete ou uma peça de artesanato, reúne o material necessário: papelão, madeira, isopor, foam board, cartolinas, tintas, pincéis e … E aí você precisa colar tudo isso, certo? Que tipo de cola usar? Será que a cola branca dá conta de qualquer material? Vamos tirar essas dúvidas neste post!

As colas — dos mais diferentes tipos — usam a propriedade adesiva de alguns polímeros (naturais ou sintéticos) para manter duas ou mais superfícies unidas. Isso acontece porque os polímeros se ligam uns aos outros e às partes que devem ser unidas, colando-as. A humanidade já faz uso desse material há cerca de 200 mil anos!

No entanto, apesar do objetivo simples, a cola certa pode fazer qualquer fixação, de qualquer material, ser mais rápida e ter maior resistência. Existem vários tipos no mercado, mas daremos atenção às mais utilizadas em artesanato, que são as de interesse de artistas e arquitetos. Vejamos as mais comuns:

Colas brancas (acetato de polivinil ou PVA):

A cola PVA é um liquido branco, vendido na maioria das vezes em garrafas plásticas. Seu uso é recomendado para materiais porosos, como, por exemplo, madeira, papel, tecido, cerâmica porosa e a junção não estrutural de madeira com madeira.

Para que a colagem tenha efeito, é importante pressionar as duas superfícies durante 30 minutos a 1h de forma que ela fique firme. No total, o tempo de secagem varia de 18 a 24h. Barata e não-inflamável, ela fica clara quando seca, mas não é resistente à água.

cascorez_extra

Colas epóxi:

Formada por resina e endurecedor, que devem ser bem misturados antes do uso. Trata-se de um tipo muito forte, durável e resistente à água.

As colas epóxi são recomendadas para uso em metal, cerâmicas, alguns plásticos e borracha, mas não para superfícies flexíveis. Para a maioria dos adesivos epóxi, é necessário manter a superfície a ser fixada pressionada por cerca de 2h.

O tempo total de secagem é de 12 a 24h. Quando seca, sua cor fica clara ou âmbar, é mais resistente, mas também um pouco mais cara.

Colas de cianoarilato:

Também chamadas de supercolas ou colas instantâneas, sua maior vantagem é a secagem rápida. Elas formam uma liga muito forte e são recomendadas para uso em metal, cerâmica, vidro, alguns plásticos e borracha. Por outro lado, não são recomendadas para superfícies flexíveis.

Não é necessário manter a peça a ser fixada pressionada e o tempo de secagem total é de 24h. A cola de cianoacrilato fica clara quando seca.

super_cola_teksuper_bonder

Colas de contato:

Essa cola tem uma base de borracha. Ela é recomendada para colar folheados, laminados e outras áreas grandes. Também pode ser usada em couro, papel, metal, tecido, borracha, vidro e até mesmo em certos plásticos, já que permanece flexível quando seca.

É preciso pressionar as superfícies uma contra a outra para que a colagem seja bem-sucedida. Não é possível reposicionar as peças depois que for feito o contato. A dica aqui é não expor a cola a calor excessivo, pois é comum que essa variedade seja muito inflamável.

cascola_tubocascola_lata

Colas para isopor:

Contêm solventes a base de heptano, adesivo transparente que funciona da mesma forma que a cola de contato, mas é específico para colar esse tipo de material (poliestireno expandido).

Essas colas são tóxicas e inflamáveis. Encontradas na cor branca ou transparente, não danificam o isopor — e, apesar do nome, pode ser usada para colar Etil Vinil Acetato (EVA), papel e até plásticos, como o acetato. cola eva_isopor

Colas ou selantes de silicone:

Formam ligas muito fortes e muito resistentes à água, e a altas e baixas temperaturas. São recomendadas para o uso em calhas e em materiais de construção, incluindo metal, vidro, fibra de vidro, borracha e madeira. Podem também ser usadas em tecidos, determinados tipos de plástico e cerâmica.

O tempo de cura é de cerca de 24h, mas o adesivo forma uma película em menos de uma hora. Além disso, permanece flexível depois de seco e é encontrado em cores claras, preto e metálicas.

cola_tipo_silicone

Cola quente:

Essa cola é considerada coringa no mundo do artesanato. Pode ser usada em diversos materiais, como EVA, renda, plástico e até mesmo acrílico. Entre suas vantagens, podem-se citar a secagem instantânea, a boa aderência em superfícies porosas, como feltro, e o fato de não perder a propriedade adesiva ao longo do tempo.

Por outro lado, ela pode deixar fiapos de cola sob a peça, além de adquirir uma cor amarelada com o passar dos anos.

Cola spray

Apesar de não ser muito conhecida no Brasil, essa cola transforma a vida do artesão. Ela pode ser usada em diferentes materiais, como tecidos, metal e papel, e está disponível nas versões reposicionável e permanente.

Trata-se de uma cola transparente, que não deixa resíduos, é simples de usar e alcança áreas difíceis. É preciso tomar cuidado para que seu aplicador não entupa, invertendo a lata e pressionando a válvula a cada aplicação.

Cola pano:

O próprio nome já mostra a especificidade dessa cola, que é usada para fazer artesanato em tecido e marcar costuras e bainhas. Em trabalhos mais simples, a cola pano pode até mesmo substituir a costura.

Ela é solúvel em água e vem pronta para o uso, mas é preciso tomar cuidado ao usá-lo em tecidos finos, pois ela pode manchar. O ideal é usá-la somente em tecidos 100% algodão.

Cola E600:

Mais difícil de encontrar, a cola E600 é a versão nacional da E6000. Ela cola materiais de difícil aderência, como borracha, vidro, acrílico e plástico, é resistente à água e tem secagem rápida.

Apesar da sua versatilidade, ela não é muito boa para trabalhos em feltro e tem preço elevado.

Cola de madeira:

Especiais para consertos em madeira, existem alguns tipos diferentes como: cola amarela, cola de resina plástica e cola de resorcinol, que é a mais resistente das três e forma ligas fortes e duráveis.

A opção de resina plástica não é à prova d’água e, por isso, seu uso não é recomendável em móveis que ficarão fora da casa. A amarela, por sua vez, forma uma liga ligeiramente mais forte do que a branca.

Dicas para usar qualquer cola para artesanato

Antes de colar algo, certifique-se de que ambas as áreas estão secas e sem poeira ou qualquer outro resíduo que possa atrapalhar a aderência. A temperatura do ambiente pode interferir na qualidade da colagem. O ideal é que esteja em torno de 15ºC a 25ºC. Trabalhe em ambientes ventilados e longe do fogo.

Leia sempre as recomendações do fabricante e as siga à risca para evitar erros e acidentes. É essencial respeitar as normas se segurança, afinal, muitas colas são inflamáveis, tóxicas e podem irritar pele e olhos.

Independentemente de qual tipo você for usar, sempre faça um teste em uma amostra antes de aplicar na peça definitiva. Isso evita surpresas, que poderiam estragar o trabalho. Na hora de colar, espalhe – a uniformemente sobre toda a superfície para garantir maior aderência.

E então? Ficou mais fácil decidir que tipo de cola usar no seu trabalho? Aproveite e entre em contato com a Grafitti Artes para encontrar a cola para artesanato perfeita para seus trabalhos. Em nossa loja on-line você encontra cola branca, cola de cianoacrilato, cola de silicone e outras.

Você pode gostar de...

1 Resposta

  1. Alexandre Da Gama Reis disse:

    ola, estou começando a trabalhar com tyvek, saberia me dizer que tipo de cola eu poderia usar, uma resistente a agua?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *